20/04/2017 17:04

Oncinha da Itaipu passará pelo segundo teste de popularidade, neste feriadão

i_20170410RF7031A oncinha, nova estrela do Refúgio Biológico Bela Visita (RBV), passará pelo segundo teste de popularidade neste feriadão de Tiradentes (21 a 23 de abril). Acompanhada da mamãe, Nena, ela ficará no recinto de exposição, no sábado e domingo. A expectativa do Complexo Turístico Itaipu (CTI) é receber 6.500 pessoas nos três dias. Para receber todo esse pessoal, o CTI montou uma infraestrutura especial, a exemplo da Semana Santa, com saídas extras de ônibus e mais atendentes.

Moradores de Foz, região e das cidades vizinhas das três fronteiras – Brasil, Paraguai e Argentina – não pagam ingresso nos passeios ao RBV, Visita Panorâmica, Iluminação da Barragem, Polo Astronômico e Ecomuseu e ainda têm 50% de desconto no Circuito Especial e Porto Kattamaram. É preciso apresentar comprovante de residência recente, em nome do visitante, acompanhado de documento de identificação. Menores de 18 anos podem apresentar comprovante em nome dos pais. O ingresso deve ser retirado no Centro de Recepção de Visitantes, no dia da visita.

No feriado propriamente dito, na sexta-feira (21), Dia de Tiradentes, é o paizão Valente que vai ocupar o espaço. O revezamento garante o bem-estar e ajuda na preservação dos bichos da unidade de conservação. A oncinha é o primeiro filhote reproduzido com sucesso em cativeiro, na unidade de conservação, considerada modelo na preservação de várias espécies. O projeto de reprodução das onças existe há 14 anos.


As visitas ao RBV são gratuitas ao moradores de Foz e região.

Desde que a oncinha foi colocada no recinto, no último dia 10, a pergunta mais recebida no CTI é sobre os dias de exposição do filhote. As terças-feiras e sextas-feiras são reservadas para Valente, patriarca da família das onças, e o restante dos dias (quartas-feiras, quintas, sábados e domingos) para a bebê-onça e sua mãe. Nas segundas-feiras, o RBV fica fechado para manutenção. Mesmo com chuva – a previsão é de mais água no fim de semana, na região – estão confirmadas todas as visitas no CTI.

Revezamento

O revezamento, que garante o bem-estar da família em cativeiro, foi padronizado pelos profissionais do refúgio. De acordo com eles, o macho deve permanecer separado da filha. Assim como na natureza, o pai não desenvolve instintos para cuidar dos filhotes e pode machucá-los.

 


Mãe e filhote revezam o recinto com a onça pai.

 

Fonte: JIE